Prêmio Saúde - 10 anos

Patrocinadores

Herbalife Colgate

O Prêmio saúde 2015 já começou!

Vote nos finalistas

Sobre o Prêmio SAÚDE

O Prêmio SAÚDE é uma iniciativa da revista SAÚDE e da Editora Abril que busca valorizar o empenho de quem pensa, luta e trabalha por um Brasil mais saudável.

Prestigia projetos que vão de estudos em fase clínica a campanhas de prevenção, realizados por cientistas e profissionais de todas as áreas da saúde.

Se você e seus colegas se esforçam para melhorar a ciência brasileira e a qualidade de vida da nossa população, chegou a hora de participar!

Participe

Jurados

Conheça os jurados deste ano.

Rodrigo Siqueira Reis

Profissional de educação física, professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Paraná e professor adjunto da Universidade Federal do Paraná. Pós-doutorado em saúde pública pela Washington University, St. Louis (EUA), pesquisador do CNPq, membro do Comitê Técnico Assessor de Doenças Crônicas Não Transmissíveis do Ministério da Saúde e presidente da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde.

Veja o currículo Lattes

Cassiano Merussi Neiva

Profissional de educação física, é professor livre-docente da Universidade Estadual Paulista (Unesp), onde coordena o Laboratório de Metabolismo e Fisiologia do Esforço. É também professor orientador do programa de mestrado/doutorado em promoção de saúde da Universidade de Franca, professor titular da Faculdade de Medicina da Universidade de Ribeirão Preto, no interior paulista, professor das Faculdades de Medicina, Nutrição e Educação Física da Universidade de Alfenas, pesquisador e professor colaborador convidado do Instituto Nacional de Educación Física (INEF) da Universidad Politécnica de Madrid e da Escuela de Especialización Profesional de Medicina del Deporte da Universidad Complutense de Madrid e colaborador convidado da Second Faculty of Medicine e Faculty of Physical Education and Sport da Charles University, Praga (República Checa).

Veja o currículo Lattes

Clézio José dos Santos Gonçalves

Graduado em educação física pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), mestre em ciências do movimento humano pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e em educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Doutorado em educação e neurociências pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), no interior paulista. É professor da UFRGS, onde chefia o Departamento de Educação Física, e membro do Conselho Estadual do Idoso do Rio Grande do Sul. Consultor ad-hoc em instituições públicas e privadas.

Veja o currículo Lattes

Andre Pedrinelli

Doutor em ortopedia e traumatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com especialização em medicina do esporte pela Escola de Educação Física e Esporte da USP. Chefe do Grupo de Medicina do Esporte do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas da FMUSP, diretor da Sociedade Paulista de Medicina do Esporte e diretor do Centro Médico de Excelência da Fifa em São Paulo.

Veja o currículo Lattes

Sérgio Augusto Cunha

Profissional de educação física, é doutor em ciências do esporte pela Universidade Estadual de Campinas e livre docente pela Universidade Estadual Paulista/Rio Claro. É professor da Faculdade de Educação Física da Unicamp.

Veja o currículo Lattes

Roberto Carlos Burini

Biomédico, com doutorado em metabolismo nutricional, livre-docência em bioquímica clínica, é professor titular do Departamento de Saúde Pública da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Veja o currículo Lattes

Anderson Aurélio da Silva

Fisioterapeuta e profissional de educação física, com especialização em ortopedia e esportes, mestrado em ciências da reabilitação, é professor assistente da Universidade Federal de Minas Gerais, onde coordena o Laboratório de Prevenção e Reabilitação de Lesões Esportivas (LAPREV) do CENESP/UFMG e também a Especialização da Fisioterapia. Membro da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE).

Veja o currículo Lattes

Antonio Herbert Lancha Junior

Graduado em educação física pela Universidade de São Paulo, com mestrado e doutorado em nutrição experimental pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, pós-doutorado pela Faculdade de Medicina da Washington University, nos Estados Unidos, e livre-docência em Nutrição Aplicada a Atividade Motora pela Escola de Educação Física da USP. É professor titular da Universidade de São Paulo, onde coordena o Laboratório de Nutrição e Metabolismo Aplicados à Atividade Motora. É pesquisador convidado do Institut National de la Recherche Agronomique (INRA) Paris, França, e da Universidad de Playa Ancha, Chile.

Veja o currículo Lattes
Daniel Kopiler

Daniel Kopiler

Cardiologista, especialista em medicina do esporte, doutor em medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É chefe do Serviço de Reabilitação Cardíaca do Instituto Nacional de Cardiologia e presidente eleito da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

Veja o currículo Lattes
Mauro Vaisberg

Mauro Vaisberg

Médico especialista em reumatologia e em medicina esportiva, é orientador do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de São Paulo, desenvolvendo pesquisas sobre resposta imunológica da mucosa de vias aéreas em atletas.

Veja o currículo Lattes
Tony Meireles

Tony Meireles

Profissional de educação física, é professor da graduação e pós-graduação do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco. É membro do grupo de pesquisa Crossbridges e do American College of Sports Medicine.

Veja o currículo Lattes
Ana Dâmaso

Ana Dâmaso

Graduada em educação física, com doutorado em nutrição e pós-doutorado em pediatria pela Universidade Federal de São Paulo, onde é livre-docente e orientadora no Programa de Pós-Graduação em Nutrição.

Veja o currículo Lattes

Luisa Lina Villa

Bióloga, professora associada do Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi Pesquisadora do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer filial de São Paulo no período de 1985-2011, tendo sido sua diretora no período de 2006 a 2010. Coordena o Instituto do HPV (INCT-HPV). É também chefe do Laboratório de Biologia Molecular do Centro de Investigação Translacional em Oncologia do ICESP. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e Comendadora da Ordem Nacional do Mérito Científico.

Veja o currículo Lattes

Mara Behlau

Fonoaudióloga, professora do curso de pós-graduação em distúrbios da comunicação humana da Universidade Federal de São Paulo e de comunicação para negócios nos programas certificate do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), em São Paulo. É diretora do do Centro de Estudos da Voz, onde coordena o Curso de Especialização em Voz e o Programa de Estudos Continuados.

Veja o currículo Lattes

Maria das Graças Braga Ceccato

Graduada em farmácia e bioquímica pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), com doutorado na Universidad Autonoma de Barcelona, Espanha, é professora do Departamento de Farmácia Social da Faculdadade de Farmácia da UFMG.

Veja o currículo Lattes

Carlos Eduardo Barra Couri

Endocrinologista, é pesquisador da Equipe de Transplante de Células-tronco da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, e autor de “O Futuro do Diabete”, da Editora Abril.

Veja o currículo Lattes

César Eduardo Fernandes

Ginecologista, professor titular de disciplina de ginecologia da Faculdade de Medicina do ABC. Diretor científico da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo.

Veja o currículo Lattes

Alfredo Barros

Mastologista, coordena o Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio-Libanês, é médico pesquisador e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. 

Veja o currículo Lattes

Marcus Vinícius Bolívar Malachias

Cardiologista, é professor do Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais, diretor clínico do Instituto de Hipertensão de MInas Gerais e presidente eleito da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Veja o currículo Lattes

Claudio Lottenberg

Mestre e doutor em oftalmologia, presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, professor co-orientador do curso de pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo e professor titular do MBA em Saúde do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). É presidente do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE) em saúde.

Veja o currículo Lattes

David Everson Uip

Médico Infectologista, é doutor e professor livre-docente em medicina na área de concentração de doenças infecciosas e parasitárias pela Universidade de São Paulo (USP). É secretário de Estado da Saúde de São Paulo e professor titular da Faculdade de Medicina do ABC.

Veja o currículo Lattes

Rubens Belfort Mattos Junior

Oftalmologista, é membro da Academia Nacional de Medicina e Academia Brasileira de Ciências, pesquisador 1A CNPq, professor titular de oftalmologia da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e  presidente da Academia Brasileira de Oftalmologia.

Veja o currículo Lattes

Jorge Elias Kalil Filho

Médico, com mestrado em imunogenética e imunopatologia e doutorado em biologia humana, ambos pela Universidade de Paris VII. É professor titular de imunologia clínica e alergia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, diretor do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (InCor) e diretor do Instituto Butantan. É presidente da International Union of Immunology Societies (IUIS), doutor honoris causa pela universidade de Paris-Sorbonne e representante do Brasil no Instituto Internacional de Engenharia Genética e Biotecnologia.

Veja o currículo Lattes

Juarez Andrade

Doutor em urologia pela Universidade Federal de São Paulo, é professor de urologia da Universidade Federal da Bahia e coordenador do Serviço de Urologia do Hospital da Bahia.

Veja o currículo Lattes

Raul Dias dos Santos Filho

Cardiologista, diretor da da Unidade Clínica de Lípides do Instituto do Coração (InCor), professor livre-docente pela Universidade de São Paulo. É diretor da Sociedade Internacional de Aterosclerose.

Veja o currículo Lattes
Amanda Guerra de Moraes Rego Sousa

Amanda Guerra de Moraes Rego Sousa

Cardiologista, é diretora-geral do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, presidente do Conselho Curador da Fundação Adib Jatene e vice-diretora do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração da Associação Sanatório Sírio. É professora da pós-graduação da Universidade de São Paulo.

Veja o currículo Lattes
Carlos Barrios

Carlos Barrios

Oncologista e hematologista, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. É diretor do Instituto do Câncer do Sistema de Saúde Mãe de Deus e diretor do Grupo Latinoamericano de Investigação Clínica em Oncologia (LACOG).

Veja o currículo Lattes
José Armando Mangione

José Armando Mangione

Cardiologista, é diretor do Serviço Arie de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo e médico do Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. É professor livre-docente pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Veja o currículo Lattes
Luiz Paulo Kowalski

Luiz Paulo Kowalski

Médico cirurgião, é professor livre-docente em oncologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É diretor do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Otorrinolaringologia do A.C. Camargo Cancer Center, de São Paulo, orientador da pós-graduação da Fundação Antônio Prudente e da Universidade de São Paulo e presidente da International Academy of Oral Oncology. 

Veja o currículo Lattes
Maria Angélica Sanchez

Maria Angélica Sanchez

Especialista em gerontologia e presidente do Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 

Veja o currículo Lattes
Marli Teresinha Gimeniz Galvão

Marli Teresinha Gimeniz Galvão

Enfermeira, é professora do Curso de Graduação e de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Pesquisadora do CNPq e líder do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos em HIV/Aids e Doenças Associadas e membro da Rede de Enfermagem Nacional em Aids e DST. Editora-chefe da Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste. Formou diversos alunos em nível de mestrado e doutorado e publicou mais de cem artigos científicos. 

Veja o currículo Lattes
Sebastião Cezar Radominski

Sebastião Cezar Radominski

Reumatologista, é professor e chefe da especialidade de reumatologia da Universidade Federal do Paraná. É diretor do Centro de Estudos em Terapias Inovadoras.

Veja o currículo Lattes
Yeda Aparecida de Oliveira Duarte

Yeda Aparecida de Oliveira Duarte

Enfermeira, com mestrado e doutorado em gerontologia e pós-doutorado em epidemiologia, é professora da Escola de Enfermagem e da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e pesquisadora do Estudo SABE - Saúde, Bem estar e Envelhecimento

Veja o currículo Lattes
Bruno Geloneze

Bruno Geloneze

Endocrinologista, é pesquisador e coordenador do Laboratório de Investigação em Diabetes e Metabolismo da Universidade Estadual de Campinas, no interior paulista, pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Obesidade e Diabetes e coordenador do Estudo Brasileiro sobre Síndrome Metabólica.

Veja o currículo Lattes
Flavio Antonio Quilici

Flavio Antonio Quilici

Gastroenterologista, é professor titular da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, no interior paulista, presidente eleito da Federação Brasileira de Gastroenterologia, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

Veja o currículo Lattes
Sérgio Schalka

Sérgio Schalka

Dermatologista, é coordenador do Consenso Brasileiro de Fotoproteção da Sociedade Brasileira de Dermatologia e diretor clínico do Medcin Instituto da Pele, em São Paulo.

Veja o currículo Lattes

Silvia Brandalise

Médica, presidente do Centro Infantil Boldrini, em Campinas, interior paulista. É membro do Consórcio Internacional de Coortes de Câncer de Criança, vinculado à Organização Mundial da Saúde, para estudos sobre o Meio Ambiente e Câncer da Criança.

Veja o currículo Lattes

Ana Lucia Goulart, pediatra Unifesp

Pediatra, é chefe do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), coordenadora do Ambulatório de Prematuros da mesma instituição e presidente do conselho técnico do Viver e Sorrir - Grupo de Apoio ao Prematuro.

Veja o currículo Lattes

Elisa da Conceição Rodrigues

Enfermeira, doutora em ciências pelo Instituto Fernandes Figueira/Fiocruz, pós-doutorado pela Universidade Federal do Ceará. É professora de enfermagem pediátrica da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadora da Comissão Permanente de Educação e Pesquisa  da Sociedade Brasileira de Enfermeiros Pediatras.

Veja o currículo Lattes

Antonio Sérgio Petrilli

Oncologista pediátrico, professor do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo, é diretor técnico e superintendente médico do Instituto de Oncologia Pediátrica do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer.

Veja o currículo Lattes

Donizetti Dimer Giamberardino Filho

Pediatra e nefrologista, é diretor clínico do Hospital Pequeno Príncipe, vice-presidente da Sociedade Paranaense de Pediatria e membro da Academia Paranaense de Pediatria. Atua como conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM/PR), onde coordena a Câmara Técnica de Bioética.

Veja o currículo Lattes

João Carlos Batista Santana

Pediatra e intensivista pediátrico, é professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Veja o currículo Lattes

Paulo Chapchap

Médico e Ph.D em clínica cirúrgica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, é diretor do Programa de Transplante de Fígado e Superintendente de Estratégia Corporativa do Hospital Sírio-Libanês. É também pró-reitor de cursos de pós-graduação stricto sensu e presidente do Conselho de Ensino e Pesquisa do Instituto Sírio-Libanês de  Ensino e Pesquisa.

Veja o currículo Lattes

José Dirceu Ribeiro

Pediatra, professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior paulista, onde coordena o Centro de Investigação em Pediatria e a disciplina de pneumologia pediátrica. É chefe do Laboratório de Fisiologia Pulmonar do Centro de Investigação em Pediatria.

Veja o currículo Lattes

Tamara Beres Lederer Goldberg

Pediatra, professora adjunta livre-docente da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista, no interior de São Paulo.

Veja o currículo Lattes
Cristiane do Prado

Cristiane do Prado

Fisioterapeuta especialista em fisioterapia respiratória e fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Paulo, é coordenadora de fisioterapia do Departamento Materno-Infantil do Hospital Israelita Albert Einstein, coordenadora da Clínica de Especialidades Pediátricas da mesma instituição e coordenadora do Curso de Especialização em Fisioterapia Neonatal e Pediátrica da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein.

Veja o currículo Lattes
Fátima Rodrigues Fernandes

Fátima Rodrigues Fernandes

Médica pediatra, alergista e imunologista, mestre pela Universidade Federal de São Paulo e Universidad de Barcelona. MBA de Gestão em Saúde pelo Ibmec/Insper. Diretora do Instituto PENSI - Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil da Fundação José Luiz Egydio Setúbal / Hospital Infantil Sabará. Coordenadora da residência médica do Serviço de Alergia e Imunologia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. Membro da Câmara Técnica de Pediatria do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo e da diretoria de cursos e eventos da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Veja o currículo Lattes
Mariza Ribeiro Feniman

Mariza Ribeiro Feniman

Fonoaudióloga, com doutorado em ciências dos distúrbios da comunicação humana pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado em audiologia pela Universidade do Cincinnati (EUA), é professora titular da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo.

Veja o currículo Lattes

Nilce Emy Tomita

Dentista, professora de saúde coletiva na Faculdade de Odontologia de Bauru (USP), no interior paulista.

Veja o currículo Lattes

Fabio Correia Sampaio

Dentista, doutor em cariologia pela Universidade de Oslo, Noruega, com pós-doutorado pela Universidade de São Paulo. É professor da Universidade Federal da Paraíba.

Veja o currículo Lattes

Fabrício Bitu Sousa

Dentista, professor de estomatologia clínica e patologia bucal da Universidade Federal do Ceará, onde coordena o Núcleo de Estudos em Pacientes Especiais. Coordena também o Programa Estadual de Diagnóstico e Tratamento do Câncer Bucal no estado do Ceará.

Veja o currículo Lattes

Livia Tenuta

Dentista, pós-doutora em cariologia, é professora da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (Unicamp), no interior paulista.

Veja o currículo Lattes

Luiz Alberto Plácido Penna

Dentista, doutor em odontologia restauradora pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), é coordenador-geral dos cursos de especialização da Faculdade de Odontologia da Universidade Metropolitana de Santos.

Veja o currículo Lattes

Gilberto Alfredo Pucca Junior

Dentista, mestre em epidemiologia do envelhecimento pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), doutor em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília e professor da Universidade de Brasília (UnB). É Coordenador nacional de saúde bucal do Ministério da Saúde e pesquisador do Centro de Estudos sobre Envelhecimento da Escola Paulista de Medicina da Unifesp.

Veja o currículo Lattes

Sigmar de Mello Rode

Dentista, professor titular da Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (Unesp/São José dos Campos), no interior paulista, e presidente da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec-Brasil).

Veja o currículo Lattes
Ana Estela Haddad

Ana Estela Haddad

Dentista, é professora do Departamento de Ortodontia e Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, orientadora da pós-graduação em ciências odontológicas e membro do Conselho Consultivo da Diretoria da mesma instituição. É vice-presidente do Conselho Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde – CBTms.

Veja o currículo Lattes
Carlos Alberto Feldens

Carlos Alberto Feldens

Dentista, com especialização em odontopediatria, mestrado em saúde coletiva e doutorado em epidemiologia, é professor da Universidade Luterana do Brasil, em Canoas (RS), e autor de três livros sobre seu tema preferencial em pesquisa: cárie dentária e traumatismos dentários na infância.

Veja o currículo Lattes
Eduardo Saba-Chujfi

Eduardo Saba-Chujfi

Cirurgião-Dentista, com mestrado e doutorado em periodontia pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, é professor coordenador de Pós-Graduação em Periodontia do Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic, em Campinas, interior de São Paulo. É também professor visitante dos mestrados em periodontia, clínicas odontológicas e ortodontia em Barcelona (Espanha), e dos mestrados em periodontologia e ortodontia do Instituto de Ciências da Saúde Norte em Porto (Portugal).

Veja o currículo Lattes
Sandra Kalil Bussadori

Sandra Kalil Bussadori

Dentista com pós-doutorado em pediatria pela Universidade Federal de São Paulo, é professora titular da Uninove e da Universidade Metropolitana de Santos e mestrado e doutorado em ciências da reabilitação e biofotônica aplicada às ciências da saúde da Uninove.

Veja o currículo Lattes
Branca Oliveira

Branca Oliveira

Dentista, doutora em saúde coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde é professora no Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária e coordena o Mestrado em Odontopediatria do Programa de Pós-Graduação.

Veja o currículo Lattes

Jefferson Gomes Fernandes

Neurologista, é superintendente de Educação e Ciências do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. É coordenador acadêmico em Saúde da Fundação Getulio Vargas/Rio de Janeiro.

Veja o currículo Lattes

Jefferson Becker

Neurologista, com pós-graduação no National Hospital for Neurology and Neurosurgery de Londres, é professor de neurologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e da Pós-Graduação em Neurologia da Universidade Federal Fluminense (UFF). É coordenador do Programa de Neuroimunologia do Instituto do Cérebro (INSCER), da PUCRS, e neurologista e neurofisiologista do Hospital São Lucas da PUCRS.

Esdras Guerreiro Vasconcellos

Psicólogo, formado e doutorado pela Universidade de Munique, fez pós-doutorado no Instituto Alemão para o Avanço da Ciência Max Planck, no qual também atuou como pesquisador-assistente. É professor de pós-graduação da Universidade de São Paulo, diretor científico do Instituto Paulista de Stress, Psicossomática e Psiconeuroendocrinoimunologia e membro da Academia Paulista de Psicologia.

Veja o currículo Lattes

José Alexandre de Souza Crippa

Psiquiatra, com pós-doutorado em neuroimagem pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade de Londres, na Inglaterra, onde atua como professor honorário. É professor do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Saúde Mental. Coordena também o serviço de Interconsulta em Saúde Mental e a Unidade de Pesquisa Clínica do Hospital das Clínicas da FMRP-USP.

Veja o currículo Lattes

Marcelo Moraes Valença

Neurologista, com pós-doutorado no National Institutes of Health, nos Estados Unidos, University of London, na Inglaterra, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, no interior paulista, e no Montreal Neurological Institute/McGiil University, no Canadá. É professor do Departamento de Neuropsiquiatria da Universidade Federal de Pernambuco, onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento.

Veja o currículo Lattes
Antonio Egidio Nardi

Antonio Egidio Nardi

Psiquiatra, professor titular da Faculdade de Medicina - Instituto de Psiquiatria - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro titular da Academia Nacional de Medicina. É coordenador do Laboratório de Pânico e Respiração do Instituto de Psiquiatria da UFRJ.

Veja o currículo Lattes
Maria da Glória Lima

Maria da Glória Lima

Enfermeira, com mestrado em enfermagem psiquiátrica e doutorado pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. É professora associada do Departamento de Enfermagem, da Universidade de Brasília.

Veja o currículo Lattes
Ricardo Monezi

Ricardo Monezi

Psicobiólogo, com mestrado do pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, doutorado e pós-doutorado pela Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo, onde é pesquisador do Departamento de Medicina Preventiva, associado ao grupo Mente Aberta - Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção de Saúde. É pesquisador do Núcleo de Medicina e Práticas Integrativas (Numepi) da Unifesp e docente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Veja o currículo Lattes
Sidarta Ribeiro

Sidarta Ribeiro

Biólogo, com pós-doutorado em neurofisiologia pela Universidade Duke, nos Estados Unidos, é professor titular de neurociências e diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Veja o currículo Lattes
Silvia Maria Cury Ismael

Silvia Maria Cury Ismael

Psicóloga clínica e hospitalar, mestre e doutora em ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É professora do Hospital do Coração (HCor), onde gerencia o Serviço de Psicologia. Leciona também no MBA em Qualidade de Vida e Saúde da pós-graduação do Hospital São Camilo.

Veja o currículo Lattes

Sonia Tucunduva Philippi

Nutricionista, professora da Universidade de São Paulo, com mestrado e doutorado pela USP. Líder do grupo de pesquisa do Brasil CNPq sobre consumo alimentar de populações. É autora de livros, capítulos de livros, do software VirtualNutriPlus-WEB e de artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais.

Veja o currículo Lattes

Olga Maria Silverio Amancio

Nutricionista, professora associada livre-docente do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É presidente da Sociedade Brasileira de alimentação e Nutrição (SBAN).

Veja o currículo Lattes

Mauro Fisberg

Pediatra e nutrólogo, professor associado do Setor de Medicina do Adolescente do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Coordenador do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi – Fundação José Luiz Setúbal – Hospital Infantil Sabará. Coordenador científico da Força Tarefa Estilos de Vida Saudável e membro da diretoria do International Life Sciences Institute (ILSI)-Brasil. Secretário do Departamento de Nutrologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo. Membro da diretoria do Danone Institute International. Coordenador do Estudo Latino Americano de Nutrição e Saúde- ELANS. Autor de sete livros para público científico e leigo, entre eles Dia a Dia com Iogurtes, Dieta do Viver Bem, Trigo e Saúde e o Guia Descomplicado da Alimentação Infantil, pela Editora Abril.

Veja o currículo Lattes

Roberta Soares Lara Cassani

Nutricionista, doutora em investigação biomédica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. É pesquisadora colaboradora do Laboratório de Genômica Nutricional da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA – Limeira) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo, e membro da diretoria científica da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN).

Veja o currículo Lattes

Helio Vannucchi

Médico nutrólogo, é professor titular sênior da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Veja o currículo Lattes

Dan Linetzky Waitzberg

Cirurgião e nutrólogo, é professor do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, diretor-presidente do GANEP - Nutrição Humana e coordenador do Grupo de Pesquisa (NAPAN) da USP.

Veja o currículo Lattes

Marcia Maria Godoy Gowdak

Nutricionista, doutora em ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Diretora do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) e responsável pela área de nutrição da Sociedade Brasileira de Hipertensão.

Veja o currículo Lattes

João Felipe Mota

Nutricionista com especialização em cuidados nutricionais do paciente e desportista pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo. É professor da Universidade Federal de Goiás, onde coordena o Laboratório de Investigação em Nutrição Clínica e Esportiva e o curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Nutrição e Saúde.

Veja o currículo Lattes

Sandra Soares Melo

Nutricionista, é professora do curso de nutrição da Universidade do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, e dos cursos de especialização em nutrição clínica e nutrição pediátrica e escolar da Faculdade Estácio de Sá. É líder do Grupo de Investigação em Ciência dos Alimentos e Genômica Nutricional e Saúde /CNPq.

Veja o currículo Lattes

Glorimar Rosa

Nutricionista, com doutorado em ciências de alimentos, é professora do Instituto de Nutrição Josué de Castro, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordena o Centro de Pesquisa e Extensão em Nutrição Clínica localizado no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da UFRJ.

Veja o currículo Lattes
Marcia Akiko Nakamura

Marcia Akiko Nakamura

Nutricionista, é coordenadora de nutrição do Instituto do Câncer de São Paulo (Icesp).

Marle Alvarenga

Marle Alvarenga

Nutricionista, com mestrado, doutorado e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo, é professora da Especialização e Mestrado Profissional do Centro Universitário São Camilo. É também supervisora do Grupo de Nutrição do Programa de Transtornos Alimentares – Ambulim, coordenadora do Grupo Especializado em Nutrição, Transtornos Alimentares e Obesidade – Genta e idealizora da Nutrição Comportamental.

Veja o currículo Lattes

Regulamento

1. A PROMOÇÃO

1.1. A Promoção “Prêmio Saúde 2015”, doravante denominada simplesmente “Promoção” foi autorizada pela CN Promoções Comerciais da Caixa Econômica Federal, tendo sido expedido Certificado de Autorização CAIXA nº 3-1490/2015, sendo que as disposições constantes do presente Regulamento são regidas pela Lei nº 5.768/1971 e atos regulamentares competentes.

1.2. Esta Promoção é realizada na modalidade Concurso, existindo 8 (oito) categorias distintas, quais sejam:

  • i) Saúde e Prevenção;
  • ii) Saúde da Criança;
  • iii) Saúde Mental e Emocional;
  • iv) Saúde e Nutrição;
  • v) Saúde Bucal;
  • vi) Saúde e Atividade Física;
  • vii) Instituição do Ano, e
  • viii) Personalidade do Ano.

2. PROMOTORA:

2.1. ABRIL COMUNICAÇÕES S.A., sociedade anônima inscrita perante o CNPJ/MF sob o nº 44.597.052/0001-62, com sede na Avenida das Nações Unidas, nº 7.221, 22º andar, setor A, Pinheiros, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.

3. ADERENTES:

3.1. COLGATE-PALMOLIVE COMERCIAL LTDA. sociedade limitada inscrita perante o CNPJ/MF sob o nº 00.382.468/0001-98, com sede na Alameda Rio Grande, nº 752, Vila Mariana, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, doravante denominada ADERENTE I.

3.2. HERBALIFE INTERNATIONAL DO BRASIL LTDA., sociedade limitada inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.292.858/0001-77, com sede na Rua Marina Ciufuli Zanfelice, nº 371, Lote F 14, 1º andar, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, doravante denominada ADERENTE II.

3.3. Aderente I e Aderente II, quando em conjunto, denominadas ADERENTES.

4. PARTICIPANTES E ÁREA DE EXECUÇÃO DA PROMOÇÃO:

4.1. Categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física

4.1.1 Podem participar desta Promoção, nas categorias acima indicadas, todas as pessoas físicas, residentes e domiciliadas no Brasil, com no mínimo 18 (dezoito) anos de idade, que exerçam a profissão de médicos, enfermeiros, nutricionistas, obstetrizes, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, educadores físicos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos, biólogos, biomédicos e cirurgiões-dentistas (os “Profissionais de Saúde”), com registro nos devidos conselhos de classe, que exerçam sua atividade em instituições públicas, privadas ou, ainda, organizações não governamentais devidamente constituídas em território nacional.

4.1.2. Os interessados poderão participar da Promoção sozinhos ou organizados em grupos de Profissionais de Saúde de até 30 (trinta) integrantes (os “Grupos”), podendo tais Grupos ser multidisciplinares ou não.

4.2. Categoria Instituição do Ano

4.2.1 Podem participar desta Promoção, na categoria Instituição do Ano, todas as pessoas jurídicas devidamente constituídas em território nacional (as “Instituições”), nas quais Profissionais de Saúde exerçam atividades, desde que representadas por 1 (um) de seus representantes legais com poderes para representar tais Instituições perante instituições bancárias, como a CEF/CEPCO.

4.3. Categoria Personalidade do Ano

4.3.1. Podem participar desta Promoção, na categoria Personalidade do Ano, os Profissionais de Saúde e os representantes legais das Instituições selecionados pela PROMOTORA, a seu único e exclusivo critério.

4.4.Ficam excluídos desta Promoção os prepostos com função de gestão, sócios, diretores, executivos, funcionários e tercerizados da PROMOTORA e das ADERENTES e de seus conglomerados econômico-financeiros. Além destas, não podem participar desta Promoção qualquer pessoa ou funcionário de organização que esteja, direta ou indiretamente, envolvida em qualquer aspecto desta Promoção.

4.5. No ato do cadastro para participação, o sistema da Promoção cruzará os dados dos interessados com o banco de dados de impedidos, bloqueando o cadastro e a participação, quando for o caso.

4.6. Esta Promoção terá vigência em todo o território nacional.

5. DESCRIÇÃO DETALHADA DA PROMOÇÃO:

5.1. Categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física

5.1.1. Os interessados em participar desta Promoção nas categorias acima indicadas deverão, durante o período da Promoção, acessar o hotsite da Promoção, disponível em www.premiosaude.com.br, e efetuar cadastro, preenchendo ficha de inscrição com nome completo, data de nascimento, endereço completo, CPF/MF, e-mail, telefone de contato, campo de atuação, categoria na qual desejam participar e número de registro do conselho profissional pertinente, demonstrando interesse na participação neste CONCURSO.

5.1.2. Além de preencher a ficha de inscrição com os dados pertinentes, os interessados deverão cadastrar (i) campanha de prevenção e educação; (ii) estudo clínico ou da área cirúrgica; OU (iii) outra ação que tenha contribuído para melhorar a saúde e a qualidade de vida da população brasileira (o “Trabalho”), de sua autoria, relacionada à categoria na qual desejam participar. Este cadastro deve ser acompanhado de material complementar capaz de comprovar ou ilustrar o objetivo, a abrangência e a relevância de seu Trabalho (como íntegra do estudo publicado, pôsteres, cartazes, cartilhas, reportagens públicadas pela mídia, etc.). Esse material complementar, que não será devolvido pela PROMOTORA, poderá ser enviado: (i) na forma de link, juntamente com a ficha de inscrição; (ii) arquivo anexo online; ou ainda (iii) via Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (a “EBCT”), por meio de carta registrada, com Aviso de Recebimento endereçado a: Prêmio SAÚDE - Avenida das Nações Unidas, 7221 - 14º andar – CEP 05425-902 - São Paulo - SP – Brasil. Na hipótese de envio com sucesso do material complementar (i) na forma de link, juntamente com a ficha de inscrição; (ii) arquivo anexo online, o hotsite da Promoção exibirá tela de confirmação da participação.

5.1.2.1. O Trabalho descrito no material complementar deve, obrigatoriamente, (i) ter sido realizado e concluído entre 1º de janeiro de 2014 e 31 de agosto de 2015; ou (ii) se realizado antes de tal período, deve ao menos ter sido publicado em periódicos científicos dentro de tal prazo.

5.1.2.2. Caso o interessado deseje participar desta Promoção em Grupo, deverá informar, no momento do preenchimento da ficha de inscrição, os dados de todos os integrantes de seu Grupo, indicando, ainda, qual deles está realizando o cadastro (o “Representante do Grupo”).

5.1.2.3. O Representante do Grupo, ao efetuar o cadastro de seu Grupo, declara possuir autorização dos demais autores do Trabalho para fazê-lo e vincular-se, por si e por eles, aos termos deste Regulamento. Inexistindo comprovação de tal autorização, o Grupo contemplado estará automaticamente desclassificado e o valor correspondente a seu prêmio será recolhido ao Tesouro Nacional, como renda da União na forma da Lei.

5.1.2.4. Na hipótese de participação individual, o participante, e, na hipótese de participação em Grupo, o Representante do Grupo (doravante denominados, indistintamente “Participantes” ou “Participante”), será o único e exclusivo responsável pelo contato com a PROMOTORA, para o esclarecimento ou encaminhamento de eventuais dúvidas, pelo recebimento da premiação, em caso de eventual contemplação, e pela veracidade e acuracidade das informações fornecidas à PROMOTORA, ficando desde já estabelecido que nenhuma informação relevante poderá ser omitida.

5.1.3. Antes de efetivar suas inscrições, os Participantes deverão ler o Regulamento, disponível no hotsite www.premiosaude.com.br, e aceitar as condições da Promoção, declarando e garantindo possuir capacidade jurídica para tanto, bem como de que todas as informações prestadas em razão de sua participação são verdadeiras.

5.1.4. Os interessados poderão se inscrever neste CONCURSO quantas vezes desejarem mediante o preenchimento de todas as condições de participação estabelecidas neste Regulamento, sendo a participação pessoal e intransferível. A PROMOTORA desqualificará aquele que se utilizar ou tentar se utilizar de quaisquer métodos ilícitos ou contrários aos previstos neste Regulamento para manipular o resultado do CONCURSO.

5.1.5. As inscrições podem ser enviadas até às 23h59 (horário de Brasília – DF) do dia 4 de setembro de 2015. Não serão aceitas inscrições enviadas após esta data, ficando desde já estabelecido que: (i) as inscrições só serão consideradas enviadas no momento em que o material complementar mencionado no item 5.1.2 acima for enviado à PROMOTORA, sendo insuficiente o mero preenchimento da ficha de inscrição; e (ii) para fins de apuração do momento do envio, serão consideradas a data do comprovante de recebimento de material complementar emitido pelo sistema da Promoção ou do carimbo da EBCT no envelope utilizado para envio de tal material à PROMOTORA.

5.1.6. É de inteira responsabilidade do Participante o conteúdo das inscrições e dados cadastrais enviados, devendo respeitar-se a coerência, a lógica, bem como o uso correto da língua portuguesa.

5.1.7. Não poderão ser utilizadas, sob pena de desclassificação, inscrições que de alguma forma possam vir a ser consideradas: (i) indecorosas, (ii) preconceituosas, (iii) desrespeitosas, (iv) discriminatórias, (v) injuriosas, (vi) caluniosas, (vii) difamatórias e/ou que de qualquer forma atentem contra a dignidade, a imagem, a reputação, a honra, a moral, a integralidade ou qualquer outro direito de qualquer pessoa, independentemente de sua nacionalidade, etnia ou religião, (viii) bem como frases que contenham dados (mensagens, informação, imagens) subliminares, (ix) contenham dados ou informações que constituem ou possam constituir crime (ou contravenção penal) ou que possam ser entendidas como incitação à prática de crimes (ou contravenção penal); (x) ofendam à liberdade de crença e às religiões, (xi) violem qualquer lei ou sejam inapropriadas, (xii) atentem contra a ordem pública, os bons costumes e/ou qualquer norma jurídica, (xiii) façam propaganda eleitoral ou divulguem opinião favorável ou contra partido ou candidato e (xiv) violem direitos de Propriedade Intelectual, em especial direitos autorais e marcários e de personalidade.

5.1.8. Os Participantes declaram, desde já, serem de sua autoria, ou de autoria dos integrantes de seu Grupo, se for o caso, os Trabalhos encaminhados e licenciam para a PROMOTORA, pelo prazo de 12 (doze) meses, sem quaisquer ônus para esta e em caráter definitivo, plena e totalmente, todos os direitos autorais sobre os mesmas, para qualquer tipo de utilização, publicação, reprodução por qualquer meio ou técnica, na divulgação do resultado, entre outros fins, comerciais ou não.

5.1.9. A PROMOTORA não se responsabiliza pelo não recebimento das inscrições e dados necessários à participação no referido CONCURSO enviados pelos Participantes, bem como por impossibilidade dos Participantes enviarem suas inscrições e dados cadastrais, em razão de falhas ou erros de envio ocasionados por problemas no provedor de internet utilizado pelo participante ou no próprio hotsite deste CONCURSO.

5.2. Categoria Instituição do Ano

5.2.1. Os representantes legais das Instituições interessadas em participar desta Promoção na categoria Instituição do Ano deverão, durante o período da Promoção, acessar o hotsite da Promoção, disponível em www.premiosaude.com.br, e efetuar cadastro, preenchendo ficha de inscrição com razão social da instituição, CNPJ/MF, campo de atuação, nome completo do representante legal que está efetuando o cadastro, sua data de nascimento, endereço completo, CPF/MF, e-mail e telefone de contato, demonstrando interesse na participação neste CONCURSO.

5.2.2. Além de preencher a ficha de inscrição com os dados pertinentes, os interessados deverão cadastrar iniciativa em prol da assistência ao envelhecimento saudável (a “Iniciativa”) realizada pela Instituição. Este cadastro deve ser acompanhado de material complementar capaz de comprovar ou ilustrar o objetivo, a abrangência e a relevância de sua Iniciativa (como íntegra do estudo publicado, pôsteres, cartazes, cartilhas, reportagens públicadas pela mídia, etc.). Esse material complementar, que não será devolvido pela PROMOTORA, poderá ser enviado (i) na forma de link, juntamente com a ficha de inscrição, (ii) arquivo anexo online ou ainda (iii) via Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (a “EBCT”), por meio carta registrada, com Aviso de Recebimento endereçado a: Prêmio SAÚDE - Avenida das Nações Unidas, 7221 - 14º andar – CEP 05425-902 - São Paulo - SP – Brasil. Na hipótese de envio com sucesso do material complementar (i) na forma de link, juntamente com a ficha de inscrição; e/ou (ii) arquivo anexo online, o hotsite da Promoção exibirá tela de confirmação da participação.

5.2.2.1. O representante legal da Instituição, será o único e exclusivo responsável pelo contato com a PROMOTORA, para o esclarecimento ou encaminhamento de eventuais dúvidas, pelo recebimento da premiação, em caso de eventual contemplação, e pela veracidade e acuracidade das informações fornecidas à PROMOTORA, ficando desde já estabelecido que nenhuma informação relevante poderá ser omitida.

5.2.2.2. A Iniciativa descrita no material complementar deve, obrigatoriamente, estar ativa no momento do envio do material complementar.

5.2.3. Antes de efetivar suas inscrições, os representantes legais das Instituições deverão ler o Regulamento, disponível no hotsite www.premiosaude.com.br, e aceitar as condições da Promoção, declarando e garantindo possuir capacidade jurídica para tanto, bem como de que todas as informações prestadas em razão da participação da Instituição são verdadeiras.

5.2.4. As Instituições interessadas poderão se inscrever neste CONCURSO quantas vezes desejarem mediante o preenchimento de todas as condições de participação estabelecidas neste Regulamento, sendo a participação pessoal e intransferível. A PROMOTORA desqualificará aquela que se utilizar ou tentar se utilizar de quaisquer métodos ilícitos ou contrários aos previstos neste Regulamento para manipular o resultado do CONCURSO.

5.2.5. As inscrições podem ser enviadas até às 23h59 (horário de Brasília – DF) do dia 4 de setembro de 2015. Não serão aceitas inscrições enviadas após esta data, ficando desde já estabelecido que: (i) as inscrições só serão consideradas enviadas no momento em que o material complementar mencionado no item 5.2.2 acima for enviado à PROMOTORA, sendo insuficiente o mero preenchimento da ficha de inscrição; e (ii) para fins de apuração do momento do envio, serão consideradas a data do comprovante de recebimento de material complementar emitido pelo sistema da Promoção ou do carimbo da EBCT no envelope utilizado para envio de tal material à PROMOTORA.

5.2.6. É de inteira responsabilidade do representante legal da Instituição o conteúdo das inscrições e dados cadastrais enviados, devendo respeitar-se a coerência, a lógica, bem como o uso correto da língua portuguesa.

5.2.7. Não poderão ser utilizadas, sob pena de desclassificação, inscrições que de alguma forma possam vir a ser consideradas: (i) indecorosas, (ii) preconceituosas, (iii) desrespeitosas, (iv) discriminatórias, (v) injuriosas, (vi) caluniosas, (vii) difamatórias e/ou que de qualquer forma atentem contra a dignidade, a imagem, a reputação, a honra, a moral, a integralidade ou qualquer outro direito de qualquer pessoa, independentemente de sua nacionalidade, etnia ou religião, (viii) bem como frases que contenham dados (mensagens, informação, imagens) subliminares, (ix) contenham dados ou informações que constituem ou possam constituir crime (ou contravenção penal) ou que possam ser entendidas como incitação à prática de crimes (ou contravenção penal); (x) ofendam à liberdade de crença e às religiões, (xi) violem qualquer lei ou sejam inapropriadas, (xii) atentem contra a ordem pública, os bons costumes e/ou qualquer norma jurídica, (xiii) façam propaganda eleitoral ou divulguem opinião favorável ou contra partido ou candidato e (xiv) violem direitos de Propriedade Intelectual, em especial direitos autorais e marcários e de personalidade.

5.2.8. Os representantes legais das Instituições declaram, desde já, serem de titularidade da Instituição os direitos de propriedade intelectual referentes às Iniciativas encaminhadas e licenciam para a PROMOTORA, pelo prazo de 12 (doze) meses, sem quaisquer ônus para esta e em caráter definitivo, plena e totalmente, todos os direitos autorais sobre os mesmas, para qualquer tipo de utilização, publicação, reprodução por qualquer meio ou técnica, na divulgação do resultado, entre outros fins, comerciais ou não.

5.2.9. A PROMOTORA não se responsabiliza pelo não recebimento das inscrições e dados necessários à participação no referido CONCURSO enviados pelos representantes legais das Instituições, bem como por impossibilidade dos representantes legais das Instituições enviarem inscrições e dados cadastrais, em razão de falhas ou erros de envio ocasionados por problemas no provedor de internet utilizado pelo participante ou no próprio hotsite deste CONCURSO.

5.3. Categoria Personalidade do Ano

5.3.1. A PROMOTORA selecionará 1 (um) Profissional de Saúde ou 1 (um) representante legal de Instituição, a seu único e exclusivo critério, para receber os prêmios desta Promoção na categoria Personalidade do Ano.

6. PRAZOS DA PROMOÇÃO

6.1. Período da Promoção: 23 de julho de 2015 a 25 de novembro de 2015.

6.2. Período para Inscrição: serão consideradas válidas, para fins da presente Promoção, as inscrições efetuadas entre as 00h00 de 27 de julho de 2015 até as 23h59 (horário de Brasília – DF) de 4 de setembro de 2015, através do hotsite www.premiosaude.com.br, sendo automaticamente desclassificadas as inscrições efetuadas fora de tal período.

7. APURAÇÃO

7.1. Categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física

7.1.1. Uma comissão julgadora, formada e composta a critério da PROMOTORA por profissionais renomados da área da saúde, escolherá, entre todos os inscritos, os 3 (três) melhores Trabalhos de cada uma das categorias descritas acima, e estes 3 (três) de cada categoria serão submetidos a uma votação. Os Trabalhos serão julgados nos seguintes critérios:

  • a) Impacto: de que maneira o Trabalho melhorou a saúde dos brasileiros? Ele fez diferença para determinada comunidade?
  • b) Educação para a saúde: o Trabalho ensina a população, de alguma maneira, a prevenir ou procurar tratamento adequado para determinado problema de saúde?
  • c) Originalidade: o Trabalho promoveu avanços na pesquisa científica produzindo resultados inéditos ou usou de maneira inusitada recursos médicos já existentes?
  • d) Uso de tecnologia: foi usada alguma nova tecnologia importante para a saúde dos brasileiros?

7.1.1.1. Fica desde já estabelecido que caso a comissão de seleção, no decorrer de suas atividades, venha a verificar que um Trabalho inscrito em determinada categoria seria melhor alocado em outra, tal comissão poderá, a seu critério, transferí-lo para tal categoria.

7.1.2. Os 3 (três) melhores Trabalhos de cada categoria serão submetidos à votação: (i) popular no hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br, entre as 00h00 de 25/09/2015 e as 23h59 (horário de Brasília – DF) de 16/10/2015; e (ii) de todos os membros da comissão julgadora. Na eventualidade de empate, a comissão julgadora definirá qual o melhor Trabalho.

7.1.2.1. Auditores independentes acompanharão as votações realizadas no hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br, de forma a verificar eventuais tentativas de fraude, ficando desde já estabelecido que, em caso de fraude efetiva ou tentativa de fraude, a PROMOTORA poderá tomar as medidas cabíveis, a seu único e exclusivo critério (desclassificação e anulação de votos, por exemplo).

7.2. Categoria Instituição do Ano

Uma comissão julgadora, formada e composta a critério da PROMOTORA por profissionais renomados da área da saúde, escolherá, entre todos os inscritos nesta categoria, as 3 (três) melhores Iniciativas voltadas à assistência em prol do envelhecimento saudável de um grupo ou população, e estas 3 (três) Iniciativas serão submetidas a uma votação. As Iniciativas serão julgadas nos seguintes critérios:

  • Impacto da iniciativa no atendimento/assistência a indivíduos acima de 60 (sessenta) anos: em um contexto de envelhecimento da população, o que a Instituição como um todo, ou por meio de um projeto específico, tem feito para melhor atender pessoas acima de 60 (sessenta) anos do ponto de vista da saúde física e/ou mental? Serão consideradas Iniciativas de ação específica (exemplo: trabalho de prevenção de AVCs entre idosos) e iniciativas de abrangência global (exemplo: campanha de estímulo à adoção de um estilo de vida saudável entre idosos).
  • Incentivo ao cuidado em saúde: A Iniciativa da Instituição inspirou e/ou apoiou o paciente e seus familiares a incorporar hábitos ou atitudes que melhorem sua saúde? Inspirou a comunidade em que ele está inserido a entender suas necessidades para colaborar com seu bem-estar? Envolveu profissionais de várias áreas na abordagem do envelhecimento saudável?
  • Capacidade de replicação: A Iniciativa já foi replicada em outras instituições, servindo nitidamente de modelo? Ela pode ser reproduzida com facilidade por outras instituuições do país?
  • Originalidade: A Iniciativa foi original de alguma maneira ou pela abordagem ou pelo público atendido?

As 3 (três) melhores Iniciativas desta categoria serão submetidas à votação: (i) popular no hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br, entre as 00h00 de 25/09/2015 e as 23h59 (horário de Brasília – DF) de 16/10/2015; e (ii) de todos os membros da comissão julgadora. Na eventualidade de empate, a comissão julgadora definirá qual a melhor Iniciativa.

Auditores independentes acompanharão as votações realizadas no hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br, de forma a verificar eventuais tentativas de fraude, ficando desde já estabelecido que, em caso de fraude efetiva ou tentativa de fraude, a PROMOTORA poderá tomar as medidas cabíveis, a seu único e exclusivo critério (desclassificação e anulação de votos, por exemplo).

7.3. Categoria Personalidade do Ano

7.3.1. Comissão de seleção composta a critério da PROMOTORA, cujas decisões serão soberanas e irrecorríveis, selecionará a Personalidade do Ano, a seu único e exclusivo critério.

8. DA PREMIAÇÃO

8.1. Categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física

8.1.1. Cada um dos participantes individuais ou dos representantes dos Grupos contemplados, autores do Trabalho mais votado em cada categoria, fará jus a 1 (um) troféu, no valor de R$ 825,00 (oitocentos e vinte e cinco reais).

8.1.2. Além do prêmio acima indicado, cada um dos participantes individuais ou dos integrantes dos Grupos contemplados em cada categoria fará jus a 1 (um) certificado de vencedor.

8.1.3. A PROMOTORA fornecerá, ainda, 1 (um) certificado de finalista para cada um dos 3 (três) participantes individuais ou dos integrantes dos Grupos finalistas de cada categoria. Ademais, todos os 3 (três) Trabalhos finalistas de cada categoria serão divulgados em revistas da PROMOTORA, em especial na revista Saúde é Vital.

8.1.4. Será fornecido, ainda, certificado às instituições nas quais os 3 (três) Trabalhos finalistas de cada categoria foram realizados, reconhecendo seu apoio para pesquisas e campanhas capazes de melhorar a saúde dos brasileiros.

8.1.5. Cada um dos 3 (três) participantes individuais ou dos representantes dos Grupos finalistas de cada categoria, fará jus a 1 (um) exemplar do livro “Viver Bem com Hipertensão”, da coleção de SAÚDE, no valor de R$ 24,90 (vinte quatro reais e noventa centavos).

8.2. Categoria Instituição do Ano

8.2.1. A Instituição contemplada, onde a Iniciativa mais votada foi realizada, fará jus a 1 (um) troféu, no valor de R$ 825,00 (oitocentos e vinte e cinco reais).

8.2.2. Além do prêmio acima indicado, a Instituição contemplada fará jus a 1 (um) certificado de vencedor.

8.2.3. A PROMOTORA fornecerá, ainda, 1 (um) certificado de finalista para cada uma das 3 (três) Instituições finalistas. Ademais, todas as Iniciativas finalistas serão divulgadas em revistas da PROMOTORA, em especial na revista Saúde é Vital.

8.2.4. Cada uma das 3 (três) Instituições finalistas, fará jus a 1 (um) exemplar do livro “Viver Bem com Hipertensão”, da coleção de SAÚDE, no valor de R$ 24,90 (vinte quatro reais e noventa centavos).

8.3. Categoria Personalidade do Ano

8.3.1. O contemplado na categoria fará jus a 1 (um) troféu, no valor de R$ 825,00 (oitocentos e vinte e cinco reais).

8.3.2. Além do prêmio acima indicado, o contemplado fará jus a 1 (um) certificado de vencedora.

8.4. Os prêmios serão exibidos por meio de fotos ilustrativas que poderão ser encontradas no hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br, e nos materiais de divulgação.

8.5. Os comprovantes de aquisição dos prêmios serão encaminhados à CEF/MF até 8 (oito) dias antes da divulgação dos resultados da Promoção, para serem anexados ao processo conforme art. 34, inc. I da Portaria MF nº 41/2008.

9. DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS E ENTREGA DOS PRÊMIOS

9.1. A divulgação dos contemplados se fará pessoalmente em Evento de Premiação (o “Evento”), no dia 25 de novembro de 2015, a partir das 19h30, no Teatro do Instituto Tomie Ohtake, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, e, posteriormente em até 5 (cinco) dias úteis, pelo hotsite www.premiosaude.com.br.

9.2. Os prêmios são pessoais e intransferíveis, e serão entregues aos contemplados no Evento.

9.2.1. Fica desde já estabelecido que o prêmio:

  • a) No caso das categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física, caso o Trabalho ganhador seja de autoria de um Grupo, somente será entregue ao Representante do Grupo; e
  • b) No caso da categoria Instituição do Ano, somente será entregue ao representante legal da Instituição ganhadora.

9.3. Os finalistas que serão submetidos à votação popular, conforme descrito nas cláusulas 7.1.2 e 7.2.2, participarão do Evento, livres e desembaraçados de quaisquer ônus, devendo a PROMOTORA arcar com os custos de transporte, hospedagem e alimentação, caso o Evento não ocorra no município onde residem.

9.3.1. Fica desde já estabelecido que:

  • a) No caso das categorias Saúde e Prevenção; Saúde da Criança; Saúde Mental e Emocional; Saúde e Nutrição; Saúde Bucal; e Saúde e Atividade Física, caso o Trabalho finalista seja de autoria de um Grupo, a PROMOTORA arcará apenas com os custos referentes ao Representante do Grupo; e
  • b) No caso da categoria Instituição do Ano, a PROMOTORA arcará apenas com os custos referentes ao representante legal da Instituição finalista que efetuou a inscrição de tal instituição.
  • 9.4. Caso o contemplado opte por não comparecer ao Evento de Premiação, esse receberá a sua premiação no endereço indicado quando do cadastro para participação, no prazo de 30 (trinta) dias contados da data do Evento, de acordo com o artigo 5º do Decreto 70.951/72, observado o disposto no item 9.2.1 acima.

    9.5. Os participantes individuais, os Representantes dos Grupos e o representante legal da Instituição eventualmente contemplada deverão apresentar e entregar, no ato do recebimento do prêmio, cópia do seu RG, do CPF e do comprovante de residência, em seu nome. Neste ato, deverão ainda, assinar o recibo de entrega de prêmio que, de posse da PROMOTORA, constituirá prova de entrega dos prêmios, os quais serão mantidos sob guarda pelo prazo de 3 (três) anos após o término da Promoção.

    9.5.1. O representante legal da Instituição contemplada deverá, ainda, comprovar que de fato possui poderes para representá-la.

    9.6. A PROMOTORA poderá exigir, a qualquer momento, para a entrega da premiação, documentação comprobatória da existência das autorizações mencionadas no item 5.1.2.3, quando aplicável.

    9.7. Nos casos de constatação de fraude ou simples tentativa de fraude na participação desta Promoção, o contemplado será automaticamente desclassificado e não terá direito ao recebimento do prêmio, ressaltando que o valor do respectivo prêmio será recolhido aos cofres da União, no prazo de 10 (dez) dias da prescrição.

    9.8. Os prêmios não poderão ser distribuídos ou convertidos, total ou parcialmente em dinheiro de acordo com o art. 15, § 5° do Decreto n° 70.951/72.

    9.9. Não cabe ao contemplado discutir ou redefinir as condições e premissas da Promoção ou do prêmio.

    9.10. Os prêmios a serem distribuídos destinam-se aos contemplados e serão entregues em nome das pessoas acima indicadas, livres e desembaraçados de quaisquer ônus, sendo vedada sua transferência.

    10. DISPOSIÇÕES GERAIS

    10.1. Caso algum prêmio não seja reclamado em até 180 (cento e oitenta) dias contados do respectivo sorteio ou o contemplado não seja localizado no mesmo período, este perderá o direito ao prêmio e o valor correspondente será recolhido ao Tesouro Nacional, como renda da União na forma da Lei, no prazo de 10 (dez) dias a partir da prescrição.

    10.2. Os participantes serão excluídos automaticamente da Promoção em caso de tentativa de fraude ou fraude comprovada, podendo ainda responder por crime de falsidade ideológica ou documental, não preenchimento dos requisitos previamente determinados e/ou em decorrência de informações incorretas ou equivocadas, de acordo com as regras deste Regulamento.

    10.3. Caso não se verifique a veracidade das informações, o contemplado será eliminado e o valor correspondente ao prêmio será recolhido ao Tesouro Nacional, como renda da União no prazo de 10 (dez) dias contados da data de prescrição do prêmio.

    10.4. A PROMOTORA não se responsabilizará por eventuais prejuízos que os Participantes possam ter, oriundos de situações que estejam fora do controle da PROMOTORA, contanto que não fique demonstrada a responsabilidade da empresa. Para tanto, exemplifica-se as seguintes situações, mas sem se limitar a inscrições e/ou cadastros que não forem efetivados por problemas na transmissão de dados no servidor, em provedores de acessos dos participantes ou ainda por falta de energia elétrica, sem exclusão de outras situações decorrentes de caso fortuito ou força maior.

    10.5. O regulamento da Promoção será disponibilizado no hotsite www.premiosaude.com.br e a participação nesta Promoção caracteriza a aceitação pelo Participante de todos os termos e condições descritos neste Regulamento e significa a autorização do recebimento de informações e comunicações a respeito desta Promoção.

    10.6. Os contemplados concordam em ceder gratuitamente neste ato, os direitos de uso de sua imagem e som de voz, sem qualquer ônus para a PROMOTORA e para as ADERENTES, para uso exclusivo na divulgação desta Promoção, por meio de cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, bem como em qualquer tipo de mídia e/ou peças promocionais, inclusive em televisão, rádio, jornal, cartazes, faixas, outdoors, mala-direta e na Internet, pelo período de 12 (doze) meses, contados da data de divulgação dos resultados.

    10.6.1. Para os fins desta cláusula, são considerados contemplados, os participantes individuais, os integrantes dos Grupos e o representante legal da Instituição premiada.

    10.7. Os contemplados ou seus responsáveis concordam que deverão se abster de utilizar as marcas da PROMOTORA e das ADERENTES sem a prévia e expressa autorização das mesmas.

    10.8. O simples ato de inscrição para participação nesta Promoção na forma indicada neste Regulamento pressupõe total conhecimento e concordância com as disposições do Regulamento da Promoção por parte do Participante e configura a autorização do recebimento de informações e comunicações a respeito desta Promoção.

    10.9. Para esclarecimentos adicionais, poderá ser consultado o hotsite da Promoção www.premiosaude.com.br e dúvidas poderão ser encaminhadas através do telefone (11) 3037-4855, disponível de segunda à sexta-feira, das 10h00 às 17h00 (horário de Brasília – DF), ou do e-mail premiosaude@abril.com.br. Todas as dúvidas encaminhadas serão respondidas em até 48 (quarenta e oito) horas úteis pela PROMOTORA.

    10.10. Fica, desde já, eleito o foro central da Comarca de residência do participante para solução de quaisquer questões referentes ao Regulamento desta Promoção.

    Conheça os vencedores

    Categoria Instituição do Ano

    fechar

    Diagnóstico Amigo da Criança

    Se para um adulto já não é fácil encarar o ambiente hospitalar — repleto de agulhas, remédios, máquinas assustadoras, salas frias —, imagine como uma criança se sente ao ter que entrar num lugar desses. Aliás, aquelas que precisam ser internadas para se tratar sofrem mais ainda. Daí porque o Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, referência no tratamento de pequenos com doenças de alta complexidade e enfermidades raras, criou o “Diagnóstico Amigo da Criança”. O programa visa estimular a racionalização de diversos exames, como os de raio-x e a coleta de sangue para que a permanência, entre outras coisas, seja mais ligeira. Ele também incita profissionais de saúde a fazerem o possível para que certos testes possam ser feitos sem anestesia. Tudo para preservar a saúde da molecada, claro, mas deixá-la pensando menos em agulhas e mais em brincadeiras. Como se fosse pouco, o Instituto da Criança ainda se esforça para tornar seu interior um local mais simpático e — por que não? — na medida do possível até divertido. A sala de tomografia, por exemplo, tem luzes coloridas, desenho animado, teto com nuvens desenhadas. Sem contar o que os olhos não enxergam: os aparelhos ali contam com tecnologia de ponta, que reduz em até 70% a incidência de radiação. Em cada detalhe, no fundo, há um tremendo apoio para ninguém ter um início da vida tão cheio de privações e medos por causa da saúde.

    Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo:

    Responsáveis: Magda Maria Sales Carneiro Sampaio, Marcelo Valente, Luiz Antonio Nunes de Oliveira, Marcilia Sierro Grassi, Marta Miranda Leal, Mariana Nutti de Almeida, Pedro Takanori, Eliana Carlessi Rodrigues, Gustavo Monaco e Uenis Tannuri.

    Categoria Saúde e Atividade Física

    fechar

    Atividade física contra demências

    O exercício físico, uma intervenção simples, barata e de fácil acesso, pode frear o comprometi mento cognitivo leve (CCL) — condição que afeta a memória e antecipa problemas como o Alzheimer. A conclusão vem da Universidade de São Paulo, onde pesquisadores rec rutaram voluntários acima de 60 anos com CCL e avaliaram a massa cinzenta de cada um por meio de tomografia por emissão de pósitrons, um sofisticado exame de imagem. Na s equência, os indivíduos passaram a se exercitar duas vezes por semana, ao longo de seis meses. E, então, repetiram os testes. Resultado: o treinamento físico em um a melhora considerável no funcionamento cerebral, que foi acompanhada de boas notas em exames que exigiam bastante da cabeça. Está aí um achado que promete mudar a forma como lidamos com os estágios iniciais das demências, cada vez mais comuns com o envelhecimento da população.

    Efeitos do exercício físico aeróbico na cognição e no metabolismo glicolítico cerebral no comprometimento cognitivo leve

    Autores: Fábio Henrique de Gobbi Porto, Artur Martins Novaes Coutinho, Carla Rachel Ono, Maira Okada de Oliveira, Luiz Perandini, Thalita Dassouki, Fernanda Rodrigues Lima, Ana Lucia Sá Pinto, Carlos Alberto Buchpiguel, Sonia Maria Dozzi Brucki, Livia Spindola, Patrícia Helena Figueirêdo do Vale e Ricardo Nitrini.

    Instituição: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

    Categoria Saúde Bucal (Houve empate)

    fechar

    Proface: recuperando a autoestima e os sorrisos

    As deformidades faciais, sejam congênitas ou adquiridas, levam a dramas como o de Sonia Maria. Durante seus 48 anos de vida, foi difícil para ela escapar de olhares preconceituosos e manter a cabeça erguida. Até que soube do Proface, projeto do Hospital Alberto Rassi, em Goiânia, que não apenas realiza os procedimentos necessários a cada caso como tem uma preocupação genuína com a reinserção social do paciente. Uma vez lá, ele é acompanhado por uma equipe composta por cirurgiões, psicólogos, dentistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros tantos profissionais de saúde. Iniciado em 2013, o programa já fez quase 2 mil atendimentos e mais de 350 cirurgias — números que, na prática, zeraram a fila de espera por esse tipo de procedimento na região. “Meu medo era não me adaptar a um rosto novo e sem deformidade. Mas finalmente consegui olhar as pessoas nos olhos e sorrir. Descobri que, quando a gente é bem tratada, o medo vai embora”, conta Sônia.

    Reinserção social por meio do tratamento das deformidades dento-crânio-faciais no programa de reabilitação facial PROFACE do Hospital Alberto Rassi – HGG

    Autor: Fernando Henrique Almas de Carvalho

    Instituição: Hospital Alberto Rassi – HGG

    Carteira de vacinação na promoção da saúde bucal infantil

    Um projeto desenvolvido na Prefeitura de Ponta Grossa, no Paraná, encontrou um jeito inusitado — e muito efetivo — de garantir o acompanhamento odontológico desde os primeiros anos de vida. Veja só: logo após serem vacinados em um posto de saúde da cidade, os pequenos são encaminhados para um dentista do local. E a consulta, assim como o agendamento do retorno, fica registrada na carteira nacional de vacinação. As anotações servem como lembrete para os pais sobre a importância da saúde bucal de seus pequenos e, de quebra, facilitam o controle das visitas futuras ao odontologista, que passam a ser feitas com regularidade. Iniciada em 2007, a ação acarretou resultados incontestáveis. Quando as crianças monitoradas chegaram à idade escolar, 70% estavam livres de cárie e as outras 30% apresentavam apenas um estágio inicial da doença.

    Controle das consultas odontológicas dos bebês por meio da carteira de vacina: avaliação de um programa-piloto desenvolvido na Estratégia Saúde da Família em Ponta Grossa (PR)

    Autor: Geraldo Stocco

    Instituição: Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

    Categoria Saúde Mental e Emocional

    fechar

    Equilíbrio para jovens em situação de estresse

    Quem vive nas ruas das grandes cidades está sujeito a todo tipo de maus-tratos. Quando essa situação se dá com crianças e adolescentes, o retrato é ainda mais desolador — especialmente ao se levar em conta que, no Brasil, 28 milhões de jovens são vítimas de estresse emocional precoce. Daí a importância desta iniciativa, na qual uma equipe de psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais da Universidade de São Paulo acolhem essa população em um centro desportivo comunitário. Lá, são realizadas atividades como arteterapia, prática de esportes, jardinagem e aulas de música. Os bons resultados começaram a aparecer entre três e seis meses após o início do programa: jovens antes nervosos e com cicatrizes emocionais abertas passaram a ficar mais sociáveis. Os profissionais envolvidos no projeto comemoram como um gol toda vez que uma das crianças volta a conviver com uma família — seja essa a original ou uma substituta. É a chance de dar a volta por cima e ter uma infância gostosa e divertida, longe de maus tratos e outras ameaças estressantes.

    Programa Equilíbrio

    Autora:Sandra Scivoletto

    Instituições: Instituto de Psiquiatria do Hospital da Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Fundação Faculdade de Medicina

    Categoria Saúde da Criança

    fechar

    Esperança para derrotar um câncer infantil

    Por motivos ainda pouco claros, a incidência de tumores das suprarrenais, glândulas que ficam nas extremidades dos rins, é cerca de 15 vezes maior nas crianças brasileiras do que nas do resto do mundo. E o fato é que, quando o pequeno não pode se submeter à cirurgia que visa extirpar a doença por um motivo qualquer, a única alternativa reside em drogas muito tóxicas e pouco eficientes. Daí a importância de um estudo como esse, conduzido por três instituições paulistas. Ele identificou, pela primeira vez no mundo, duas proteínas ligadas ao aparecimento desse câncer — a Sonic Hedgehog e a Wnt/beta-catenina. A partir da descoberta, é possível criar um remédio que atue diretamente nesses alvos e, assim, seja mais eficaz e menos nocivo aos pacientes mirins. É justamente isso o que essa equipe vem buscando agora. Surge uma luz que, no futuro, pode iluminar a vida de inúmeras crianças com essa enfermidade.

    Investigação das bases moleculares e busca de novos alvos terapêuticos para o tratamento de crianças e adolescentes brasileiros com tumores suprarrenais

    Autores: Debora C. Gomes, Letícia Ferro Leal, Lívia Mermejo, Carlos A. Scrideli, Carlos E. Martinelli Jr. Maria Candida B. V. Fragoso, Ana Cláudia Latrônico, Luis G. Tone, Silvio Tucci, José Andrés Yunes, Izilda A. Cardinalli, Maria J. Mastellaro, Silvia R. Brandalise, Fernando Ramalho, Ayrton Custódio Moreira, Leandra N. Ramalho, Margaret de Castro e Sonir R. R. Antonini.

    Instituições: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Centro Infantil Boldrini, Disciplina de Endocrinologia e Metabologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

    Categoria Saúde e Prevenção

    fechar

    Mais agilidade no atendimento de infarto

    Ele é uma das principais causas de morte na cidade de São Paulo, e não por acaso os maiores prejudicados são pacientes das regiões com carência de médicos e hospitais especializados. Afinal, não é nada fácil cruzar uma capital de grandes dimensões e trânsito caótico. Por isso, profissionais da Universidade Federal de São Paulo encararam o desafio de criar uma rede interligando instituições, de modo a garantir diagnóstico precoce e a remoção imediata assim que o problema é detectado. O programa possibilita também a rápida administração de drogas de última geração contra os coágulos e a realização de cateterismo, que investiga e desobstrui as artérias. Antes do projeto, nas áreas mais periféricas da cidade, a mortalidade por infarto chegava a 25%. Esse número, ainda bem, caiu bastante — em um dos hospitais da rede, ele chegou a 2,7%, o equivalente a taxas de centros de excelência em cardiologia no mundo. É um projeto que garante um atendimento de qualidade a todos os paulistanos que passam por esse susto.

    Organização de uma rede de atendimento previne mortes e complicações pelo infarto agudo do miocárdio na cidade de São Paulo

    Autores: Adriano Henrique Pereira Barbosa, Claúdia Maria Rodrigues Alves, José Marconi Almeida Sousa, José Augusto Marcondes de Souza, Iran Gonçalves Júnior, Euclides Barros Júnior, Edson Stefanini, Élcio Tarkieltaub, Antônio Célio Camargo Moreno, Amaury Zatorre Amaral, Claus Robert Zeefried, Ângelo Amato Vicenzo de Paola e Antônio Carlos Carvalho

    Instituição: Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo

    Categoria Saúde e Nutrição

    fechar

    Programa Nutriamigos

    Você sabia que de 25 a 40% das crianças em desenvolvimento normal apresentam algum tipo de dificuldade alimentar, como seletividade ou falta de apetite? Pois no consultório da nutricionista Suzana Franciscato esse dado se confirmava dia após dia. Sensibilizada pela situação das mães, que não sabiam mais o que fazer para estimular os filhos a comerem direito, ela decidiu criar um programa de educação nutricional — sua ideia foi transformar nutrientes em personagens de desenho animado. Foi assim que surgiram, há 14 anos, o Carboidrato, a Proteína, a Gordura e a Vitamina, ou seja, os Nutriamigos. Nesse universo encantado, os personagens participam de brincadeiras e, ao mesmo tempo, ensinam o papel dos alimentos no funcionamento do organismo. O desenho animado foi parar em um kit para ser distribuído em 3 mil escolas públicas. O conjunto traz um DVD com animações, um CD com música e outro com atividades diversas, além de um manual que orienta a aplicação do programa em sala de aula. Um arsenal que chega em boa hora. Segundo dados do IBGE divulgados em 2013, uma em cada três crianças no Brasil está acima do peso. Nesse cenário, os Nutriamigos ganham status de verdadeiros super-heróis.

    Programa Nutriamigos

    Autores: Suzana Janson Franciscato e Déborah Janson Franciscato

    Intituições: Programa de Educação Nutricional

    Fale conosco